Depoimentos Assistidos

 

OSMAR INNOCENCIO

 

Meu nome é Osmar Innocencio e nasci no Rio de Janeiro em 1965. Morei nas ruas durante oito anos, consumindo álcool e drogas, atitude responsável pela perda de minhas maiores riquezas como ser humano.

 

Nesse período, perdi completamente o sentido da vida, minha essência e identidade. Mas Deus, em Sua infinita bondade, colocou anjos em meu caminho: a Rosângela (conselheira da Turma da Sopa) e a Turma da Sopa.

 

Este anjo e a instituição me resgataram das ruas e me proporcionaram oportunidades, sendo uma delas o tratamento de seis meses na Know How Class (Comunidade Terapêutida de tratamento para dependentes químicos). Tratado, fui reintegrado à sociedade, tornando-me coordenador nesta instituição.

 

Com esta chance, resgatei todos os meus valores e hoje sei valorizar um abraço, um olhar sincero e a reconhecer um afeto verdadeiro. Aprendi a amar a minha vida. Hoje, agradeço a Deus, à Turma da Sopa e à família Moretti, por acreditarem em mim.

 

Minha felicidade é fruto da confiança de vocês que me devolveram a esperança e me mostraram que todos merecem uma segunda chance. Amo vocês.

 

JOSÉ W. O. SANTOS

 

Por ser um dependente químico, vivi uma vida sofrida, embora morasse em companhia de minhas filhas. Mas por vê-las sofrendo resolvi ir embora e acabei morando nas ruas. Durante dois anos em que estive em situação de rua perdi minha autoestima e permaneci na solidão.

 

Eu não aguentava mais esta situação, resolvi pedir ajuda, mas não sabia como e onde conseguir.

 

Conversando com uma pessoa da Reintegra Turma da Sopa, falei da minha angustia e fui atendido e encaminhado para a Comunidade Terapêutica Maranata, nada me faltou, recebi todo apoio da associação, inclusive entraram em contato com minha família do qual recebi visita dos meus irmãos e sobrinho. Tais acontecimentos me deram nova expectativa de vida.

 

Agora, no término do meu tratamento, conversando com a Rosângela expus minha vontade de fazer o curso de vigilante, que eu sempre quis, mas que o álcool não deixava. Estou me sentindo muito feliz e renovado. Sou muito grato à Reintegra Turma da Sopa, à Maranata e a minha família.

 

JESSÉ L. SILVA

 

Meu nome é Jessé Lopes da Silva, tenho 55 anos. Eu estava morrendo por causa da minha dependência alcoólica, pois comecei a beber aos 16 anos de idade. A ajuda veio através da minha irmã, amiga do Sidney, uma pessoa que também teve oportunidade com a Turma da Sopa. Ela recorreu a este amigo e em uma quarta-feira fui levado para conversar com a Senhora Rosangela no horário da distribuição da sopa. Fiquei muito envergonhado por estar ali pedindo ajuda para uma mulher, mas minha condição era de vida ou morte. Fui atendido e internado em uma comunidade terapêutica ótima (Know How) e recebido por uma pessoa muito boa, o Sr. Osmar, que por destino também foi auxiliado pelas pessoas da Reintegra Turma da Sopa, que ajuda tanto a todos. No período que fiquei internado conheci o Sandro, que mais tarde me levou para trabalhar em São Paulo. Hoje estou salvo e feliz.

 

Agradeço muito o Sidney, ao Osmar, à Turma da Sopa e ao Sandro, que me empregou. Mas se não fosse a Reintegra Turma da Sopa eu não teria conseguido tudo isso. E hoje posso sorrir muito porque, com alegria, posso mostrar os dentes que esse pessoal da Sopa me proporcionou, através do tratamento odontológico.

Depoimentos Voluntários

A Reintegra Turma da Sopa viabiliza a compra de passagens para pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade e desejam voltar para o seu Estado de Origem. Entramos em contato com os familiares do assistido para verificar se há disponibilidade em recebê-lo. Garantindo a aceitação do seu retorno, um dos voluntários da Associação fará o acompanhamento até a hora do embarque.

 

Encaminhamos para o Hospital CEMA, especializado em olhos, ouvidos, nariz e garganta, pessoas em processo de ressocialização, onde farão exames oftalmológicos ou tratamento especifico. Caso haja necessidade do uso de óculos, a Reintegra Turma da Sopa fará o envio da receita para a Fábrica de Óculos, uma de nossas parceiras, e se responsabiliza por custos e entrega dos óculos ao assistido.

 

Após internação em comunidade terapêutica, encaminhamos o assistido para cursos profissionalizantes. Temos uma sólida parceria com as principais escolas que formam profissionais nas áreas de porteiro e vigilante. Como esses cursos são de alto reconhecimento, a própria escola garante a admissão do assistido, em posse de sua certificação, com as prestadoras parceiras.

 

Auxiliamos na obtenção da segunda via de certidões de nascimento ou casamento. Entramos em contato com cartórios em todo o Brasil, e via telefone/e-mail, recuperam cópias dos documentos, que são posteriormente entregues aos assistidos.

 

Atendemos gestantes que não estão inscritas nos programas da prefeitura, oferecendo um pequeno enxoval, para o início dos cuidados com o futuro bebê.